Adequação dos tamanhos e redução nos preços

Por Marta Sfredo | Coluna + Economia

26 de junho de 2017

” A Bella Gula passou, literalmente, a dividir mais o bolo. Há uma semana, reduziu as porções de torta para driblar a crise e se alinhar à tendência de ingestão de porções menores. Em nome da transparência, avisou nas lojas que o preço também passou pela faca. O objetivo é reconquistar o público que andava com a dieta e orçamento apertados.”

 

Mira no mercado norte-americano

Por Samuel Lima | Negócios

13 de março de 2017.

“A rede gaúcha de confeitarias Bella Gula decidiu apostar no paladar norte-americano para seus doces, tortas e cafés. A empresa, que investe no modelo de franquias desde 1999, acaba de contratar a consultoria Boston Innovation Gateway (BIG) para desvendar o mercado dos Estados Unidos e lançar sua primeira loja internacional até março de 2018. De acordo com o diretor da Bella Gula, Bernardo Thomaz, o plano guarda relação com a crise econômica no Brasil. A “rota normal”, segundo o empresário, seria expandir para outras regiões do País, mais precisamente o Nordeste, onde observa crescimento no franchising. Mas a redução do poder de compra do brasileiro e do consumo das famílias o fez repensar o investimento. “Enquanto aqui está ladeira abaixo, lá está ladeira acima”, afirma ele.”
Confira a notícia na íntegra em Jornal do Comércio.

Bella Gula na terra do Tio Sam

Por Liliana Lavoratti | Plano de Voo

8 de março de 2017

“Outra empresa que mantém seus planos apesar da economia retraída é a rede de franquias Bella Gula, fechou contrato com a Boston Innovation Gateway, consultoria americana especializada na aceleração de entrada de marcas internacionais para dar seguimento ao plano de internacionalização da marca. A empresa gaúcha desbravará o mercado norte-americano por meio da plataforma Innovation Olympics. A Bella Gula participou de  competição com empresas do mundo inteiro interessadas em ideias inovadoras para lançar um produto ou expandir os seus horizontes. A rede de confeitarias foi selecionada para participar da plataforma de inovação, e a partir de agora conta com suporte de estudantes de cinco universidades dos EUA. Manuel Mendes, diretor-executivo da consultoria americana e que está à frente do processo de expansão, espera para março de 2018 a primeira loja Bella Gula na terra do “Tio Sam”, e mais três pontos de venda até 2021.”

Confira a notícia na íntegra em DCI – Diário Comércio, Indústria & Serviço.

Bella Gula quer aumentar presença no Paraná

Por Dino Divulgador de Notícias

15 de Fevereiro de 2017

“Em breve, executivos da rede irão até as cidades de interesse para se reunir com empresários e com os responsáveis pelos departamentos comerciais e de marketing dos principais shoppings. O objetivo é estreitar relações e mapear possíveis interessados em serem franqueados da Bella Gula.

Em Curitiba a rede de franquias conta com uma loja localizada em Curitiba (Shopping Mueller). Considerada a maior rede de tortaria e café do Sul do Brasil, a Bella Gula oferece mais de 20 tipos de tortas doces e salgadas. Em 2018, a rede inaugura sua primeira loja fora do Brasil. A cidade de Miami foi a escolhida para iniciar o processo de internacionalização da Bella Gula.

Um ano bom para a Bella Gula

Apesar da crise, o ano de 2016 foi positivo para a rede de franquias Bella Gula. Além do start no projeto de internacionalização da marca, que no início de 2018 vai inaugurar o primeiro ponto de venda nos Estados Unidos, a empresa vendeu oito novas lojas no Brasil ? o que representa um crescimento de 26% em relação a 2015. A meta para 2017 é vender pelo menos 10 novas lojas.”

A notícia pode ser conferida na íntegra em Estadão.

Bella Gula tem Auxílio de Harvard

Por Marta Sfredo | Coluna + Economia

20 de fevereiro de 2017

A gaúcha Bella Gula começa a colocar açúcar em seu projeto de expansão no Exterior, que prevê a abertura da primeira loja da marca nos Estados Unidos no início de 2018. Para estudar o terreno que pisará, a rede de confeitarias contratou a consultoria global Boston Innovation Gateway (BIG).

Por meio do acordo, a empresa do Rio Grande do Sul foi cadastrada no Innovation Olympics, projeto que ajuda no desenvolvimento das estratégias. Assim, receberá suporte de cinco universidades americanas – entre elas, Harvard – para organizar seus negócios no país.

Com o auxílio, o diretor da Bella Gula, Bernardo Thomaz, não vê possibilidade nem de o governo Trump, que promete a proteção de companhias dos EUA, azedar a expansão.

  • – Queremos entrar no país para gerar mais empregos e arrecadação com tributos – ressalva.

Com 31 lojas abertas em RS, SC, SP, PR e Distrito Federal, a Bella Gula, deseja inaugurar no Brasil de seis à 10 unidades neste ano. Em 2016, conforme Thomaz, cálculos apontam alta em torno de 6% no faturamento.

Confira a notícia na íntegra em Zero Hora.

Bella Gula Adoça Faturamento em 2016

Por Marta Sfredo | Coluna + Economia

24 e 25 de dezembro de 2016

A rede de confeitarias Bella Gula adoçou o faturamento em 2016, com previsão de crescimento de 10% em relação a 2015. Um dos ingredientes da alta foi a abertura de 8 franquias no país. Em 2017, apesar das incertezas, espera inaugurar ao menos 10 lojas, com foco em estados além de São Paulo. E quer iniciar as atividades no exterior com a instalação do primeiro ponto de venda nos Estados Unidos.

A notícia pode ser conferida na íntegra em Zero Hora.